Daniel Lima

Carmona (Angola) 1971

Daniel Lima nasceu em Uíje, província localizada no extremo norte de Angola, onde viveu até aos três anos de idade.

Estudou pela cartilha maternal de João de Deus. Mesmo assim considera ter falhado objectivo da Sorbonne, restando-lhe um bacharelato de Intemperismo.

O ilustrador considera que, por vicissitudes às quais é alheio, mas bastante agradecido, nunca se especializou. 

Habitualmente trabalha com Antónia, Francisco, Pedro, Fernandes, Mendes, todos protegidos pela capa do pseudónimo afim de preservar a sua exposição pública.

Quando lhe perguntamos que técnicas usa habitualmente para trabalhar, prontamente afirma não ter técnicas, mas vícios.

Quanto ao que prefere fazer, sem dúvida o desenho, pois considera-o dono da sua consciência, que não tem um confessor ou um guru.

Perguntamos-lhe o que o inspira... "A Loucura e o grande Jaguar Branco, que ao cair da noite se insinuam nos meus sonhos". E acrescenta: "Sempre me transtornaram autores de países distantes, onde nunca fui… e mal os posso interpretar".

Pedir a um artista para descrever o seu trabalho é por vezes uma pergunta de resposta difícil, mas para o Daniel o seu trabalho é simplesmente menos poético que Alexandrino Estrabão e mais disparatado que Cláudio Ptolomeu.

 

 

 

 

 

 

Feito com    em Portugal!

Newsletter | Sign Up